Exposição celebra 100 anos da artista plástica Eila Ampula

exposicao-boi-teve-tribo
Exposição do artista BOI teve presença indígena
24/08/2016
44º salão da primavera de resende
MAM de Resende abre inscrições para o 44º Salão da Primavera
06/09/2016

Eila AmpulaSetembro chegou e promete boas novidades na região de Visconde de Mauá. No mundo das artes, por exemplo, a partir deste primeiro domingo do mês, no Centro Cultural de Visconde de Mauá, na Aldeia dos Imigrantes, será aberta a exposição “Eila 100 anos”, celebrando os 100 anos da artista plástica Eila Ampula, uma das fundadoras de Penedo.

Eila AmpulaNascida em Tempere, na Finlândia, em 1916, Eila Ampula chegou a Penedo aos13 anos de idade, acompanhando os pais, que integraram o grupo pioneiro do finlandês Toivo Uuskalliu, que fundou Penedo, no município de Itatiaia, aos pés do Pico das Agulhas Negras e da Serra da Pedra Selada, também conhecida como Serra de Mauá, na Mantiqueira.

Suas obras ficaram conhecidas mundialmente, e ela teve exposições na Suécia, na própria Finlândia, onde nasceu, nos Estados Unidos e também no Japão. Eila Ampula iniciou sua arte fazendo pintura a óleo. Com o tempo, passou a fazer também placas de cimento com tintas e, a partir dos anos 1960, tapeçarias de múltiplas cores e temas e que se tornariam famosas em várias partes do mundo.

 

image10Exposição vai até outubroimage08

Eila Ampula, no início dos anos 1930, mudou-se para o Rio de Janeiro, indo trabalhar em casas de família. No Rio, conheceu e casou-se com Martti Ampula, seu parceiro de vida e das artes.

No início dos anos 1950 retornou a Penedo, onde hoje existe, na Travessa da Galeria, o Museu Eila e Martti Ampula, que integra o Mapa de Cultura RJ e reúne o trabalho do casal de artistas. Ela faleceu em 2008, de parada cardíaca, sendo sepultada no Cemitério de Itatiaia.

Em março de 2013, o Museu de Arte Moderna de Resende realizou uma exposição reunindo as obras de Eila Ampula. Quem não pôde ir, pode agora conhecer ou rever os trabalhos da artista no Centro Cultural Visconde de Mauá, na Aldeia dos Imigrantes, na Vila de Mauá.

 

 

image11

 

 

 

 

A abertura da exposição
“Eila 100 anos”,
neste primeiro domingo
de setembro,
será com músicas e danças típicas finlandesas.
A exposição ficará aberta
aos sábados, domingos e feriados,
das 10h às18h,
até 16 de outubro próximo.

1 Comentário

  1. Karla Dias disse:

    Eila morreu em 2011 ou 2008? Pois vi reportagem da morte dela no ano de 2011.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *