Falta de manutenção provoca desbarrancos na Estrada Parque de Mauá

Salão do Pinhão será em maio
28/02/2018
Interdição da Estrada de Mauá
Interdição da Estrada de Mauá é por tempo indeterminado
08/03/2018
Mostrar tudo

Falta de manutenção provoca desbarrancos na Estrada Parque de Mauá

As intensas chuvas que caíram sobre grande parte da Serra da Mantiqueira desde o primeiro domingo de março provocaram grandes estragos e deslizamentos na Estrada Parque Capelinha-Visconde de Mauá, que integra a RJ-163. Ainda no domingo a estrada foi interditada pelas autoridades do meio ambiente regional, deixando moradores e turistas ilhados, sem conseguir nem chegar e nem sair da região.

Mas a responsabilidade pelos estragos não foi somente das chuvas. Há exatamente um ano, esta Porteira do Mato publicou reportagem sobre as más condições da Estrada Parque, com muitos buracos e riscos de deslizamentos. Em contato com o Departamento de Estradas e Rodagem do Estado do Rio de Janeiro (DER-RJ) respondeu ao portal, através de sua assessoria de imprensa, informando que o órgão desbarrancosnão dispunha de recursos financeiros para as obras de manutenção. Exatamente um ano após a reportagem, publicada em abril de 2017, o que se viu foram sucessivos deslizamentos de terras das encostas, o que levou à interdição da RJ-163, no último domingo, 4 de março.

Não faltaram alertas e a mesma pauta sobre as precárias condições da Estrada Parque foram replicadas na grande imprensa da região, mas de nada serviu. A via continuou com suas precariedades e o resultado apareceu neste início de março, conhecido como o mês das chuvas. Com diversos desbarrancos, especialmente na subida da Pedra Selada, a estrada foi interditada, com moradores e comerciantes locais tendo de recorrer à Estrada da Serra do M, a RJ-161. Como observou o comerciante José Pedro de Oliveira, do Ponto Pergunta, localizado bem no início da subida, as autoridades agora terão de gastar muito mais dinheiro para consertar os estragos. “Um dinheiro que é nosso e é muito mal administrado”, observou José Pedro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *