Festa do Pinhão pode ir para Resende

Moradores foram impedidos de vacinar
09/05/2016
Moradores de Santa Clara são vacinados
17/05/2016

A Festa do Pinhão 2016, em Visconde de Mauá, foi um sucesso como há muito tempo não se via. Para os moradores ouvidos pela Porteira do Mato, esta foi uma festa muito mais popular do que as últimas.festa-pinhao

Nas opiniões colhidas por este portal, as últimas edições da festa foram mais elitizadas, concentradas no turismo, destacando restaurantes, bares e festas com cobrança de ingresso.

Já esta última, trouxe de volta os moradores e nativos – também chamados de “minhocas” –, que voltaram a ser protagonistas da organização e da promoção da festa.

Realizada no campo de futebol do Lote 10, na Vila de Mauá, em frente ao Colégio Estadual de Mauá, a festa atraiu gente de diversos lugares, teve inúmeros shows musicais – do sertanejo ao forró –, com provas equestres e uma culinária especial, toda ela à base do pinhão.

Nos bares da Vila, os comentários eram que um empresário da região, comerciante, bancou a festa.chopp

Porém, entre alguns orfejaoganizadores, a versão atribuiu à Associação de Moradores do Lote 10 os méritos pelo êxito do evento.  

A verdade é que foi uma festa tão bonita, tão alegre e contagiosa – e em plena mata da Mantiqueira –, que é inegável que o sucesso foi grande. Quem esteve presente, certamente quer voltar no próximo ano.

Contudo, essa Festa do Pinhão terminou com uma interrogação muito grande, entre os próprios moradores: é verdade que querem levar a Festa do Pinhão para Resende, no próximo ano?

Tradição de Visconde de Mauá

As primeiras edições da Festa do Pinhão ocorrcavaloeram nos anos de 1980, inicialmente a cada ano, mas, com o passar do tempo, espaçando-se em períodos mais longos e, simultaneamente, tornando-se foco de disputas entre interesses diversos, quando não antagônicos.

Mas para a população local – “minhoca” – e para os que chegaram à Mauá a fim de construir e desfrutar de um novo tipo de vida e de habitabilidade com a Natureza, assim como para os turistas, a Festa do Pinhão sempre foi uma “festa”!! Lugar de alegria, divertimentos e encontros de amigos, amizades, oportunidades…

Nessa edição da festa, realizada no último final de semana – 6, 7 e 8 de maio –, época de colheita do pinhão, a Vila de Mauá recebeu visitantes de diversos lugares, especialmente, os de regiões próximas e vizinhas, como Resende, Barra Mansa, Volta Redonda, Juiz de Fora, Aiuruoca, Liberdade, Bocaina de Minas, Guaratinguetá, Guararema…

Para muitos moradores, alguns deles ouvidos pela Porteira, no Bar do Celino, na Vila – lugar conhecido e frequentado pelos “minhocas” –, levar a Festa do Pinhão para Resende será “o absurdo dos absurdos”, pois não há pinheiros em Resende.

      araucaria O pinheiro – ou seja a araucária, ou pinheiro do Brasil, trazida do Sul do país, o Paraná, no início do século XX, quando do povoamento da Vila de Visconde de Mauá – esta espécie arbórea não existe em Resende. Não há pinheiro por lá, e sim em Mauá. Por que transferir a festa?

     Representantes da prefeitura não quiseram falar sobre o assunto. Mas a Porteira vai insistir: é verdade?

     Por que transferir do berço a Festa do Pinhão?

1 Comentário

  1. Diogo disse:

    a festa do pinhão é da vila! resende não tem pinhão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *