João Grande: um colecionador de amizades

papel-cancao
“Papel Canção” no Centro Cultural de Visconde de Mauá
16/10/2015
evangelização Padre Tadeu
Evangelização é o principal desafio dos católicos em Bocaina de Minas
21/10/2015
Mostrar tudo

João Grande: um colecionador de amizades

Para se viver no campo, a vida rural exige do roceiro conhecer um pouco de tudo. Do ofício de pedreiro à carpintaria e eletricidade. É assim com João Gomes, mais conhecido como João Grande, que dá nome ao mais conhecido restaurante de Bocaina de Minas.

De ferreiro a cozinheiro, João é ainda produtor rural, plantando feijão, frutas e hortaliças que serve aos fregueses de seu restaurante, na travessa América Brasileira, na parte baixa da cidade.

Não deve ser uma vida fácil, pois às 10h da manhã o restaurante já está aberto, servindo todo tipo da comida mineira. E o que João Grande mais aprecia é receber, pessoalmente, os fregueses, compartilhando sempre uma história nova, um “causo” dos tantos casos que ele sempre tem para contar.

E embora sejam tantos e muitos fregueses, João recebe cada um ou pelo nome ou pelo apelido, lembrando conversas antigas e fatos passados. E é gente de tudo que é canto e atividade, desde o caminhoneiro ao funcionário de escritório, passando pela gente simples das cidades vizinhas até jornalistas e poetas.

É assim o cotidiano deste homem sessentão, casado com Maria das Dores, pai de família e colecionador de amizades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *