Prazo para Cadastro Rural (CAR) é adiado por um ano

Camping Chalé Cabanas
22/05/2015
É quase impossível resistir ao bolinho de queijo
22/05/2015
Mostrar tudo

Prazo para Cadastro Rural (CAR) é adiado por um ano

O prazo para a elaboração do Cadastro Ambiental Rural (CAR) foi adiado por um ano, para cinco de maio de 2016. O prazo inicial se encerraria no último cinco de maio, mas foi transferido para maio do ano que vem. Segundo o governo, a prorrogação se deu em razão de quase metade das propriedades não ter sido cadastrada.

Os dados do Serviço Florestal Brasileiro indicam que foram cadastrados cerca de 201, 5 milhões de hectares, o equivalente a 54% da área agricultável do país. Em percentuais, foram 69,2% de propriedades do Norte; 54,2% do Centro-Oeste; 23,3% do Sudeste; 15,3% no Nordeste; e 13,7% no Sul do país.

O Governo Federal anunciou uma campanha a ser lançada no meio deste ano, para levar a informação do Cadastro a um maior número de produtores rurais, especialmente, da agricultura familiar, que ainda desconhecem a exigência. Recursos de R$ 95 milhões foram anunciados para o trabalho de técnicos junto a agricultores, para que o Cadastro seja efetivado amplamente no território nacional.

O CAR foi criado junto com o Novo Código Florestal, em cinco de maio de 2014, tendo por base a Lei 12.651/12, que instituiu o novo Código e que admite a prorrogação por um ano. O objetivo do governo é que este Cadastro auxilie no monitoramento das áreas de preservação ambiental e a pretensão é alcançar 5,2 milhões de propriedades rurais. O adiamento, contudo, ainda não consta nas informações dos portais do Ministério da Agricultura e do Meio Ambiente.

De acordo com o advogado Adauto Mendes de Oliveira Júnior, além do preenchimento do Cadastro, os proprietários rurais da região de Bocaina de Minas e municípios adjacentes precisam também averbar o documento junto à Comarca de Aiuruoca. Em entrevista exclusiva à Porteira do Mato, Adauto Júnior esclareceu como preparar o Cadastro Ambiental Rural.

Para mais informações, entre em contato com o Serviço Florestal Brasileiro: (61) 2028-7130 ou acesse o site www.florestal.gov.br

Os comentários estão encerrados.