Vitória: chuva do mês em 24 horas

Transmantiqueira 2019 será em abril
20/02/2019
Exposição “O papel das Vilas”, no Centro Cultural da Vila de Mauá
10/04/2019

As pancadas de chuva na região de Vitória, capital do Espírito Santo, estão sendo muito irregulares neste mês de fevereiro, mesmo assim a capital capixaba já tem um acumulado de chuva acima da média. Em 19 dias, o Instituto Nacional de Meteorologia  registrou chuva em apenas 7 dias, mas um temporal entre os dias 7 e 8 deixou 73 mm sobre Vitória, que é praticamente a média para o mês, que é de 74 mm.

Segundo o INMET o acumulado de chuva do dia 1 até 9 horas do dia 19 foi de 113,5 mm valor está 43% acima da média de chuva normal para fevereiro.

As condições para pancadas de chuva tendem a diminuir na região de Vitória e em todo o Espírito Santo a partir da sexta-feira, 22 de fevereiro, quando o sistema de Alta Pressão Subtropical do Atlântico Sul (ASAS) volta a ganhar força sobre a Região Sudeste. A presença da ASAS reduz a umidade, a nebulosidade e consequentemente a chance de chover.

 

Belo Horizonte: chuva de um mês 1 em 1 semana

Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, Belo Horizonte acumulou em 19 dias de chuva 196,5 mm, volume que está 8% acima da média para fevereiro que é de 181 mm.

Quase toda a chuva até agora caiu em apenas uma semana, entre os dias 13 e 19 de fevereiro. Neste período choveu 142,2 mm. Entre os dias 1 e 12 choveu, a capital mineira acumulou 54,3 mm em 5 dias.

 

Belo Horizonte e a maioria da regiões de Minas Gerais podem ter fortes pancadas de chuva até a quinta-feira, mas o sol aparece por várias horas e faz calor. Porém, a partir do dia 22 de fevereiro, sexta-feira, o sistema de Alta Pressão Subtropical do Atlântico Sul (ASAS)  ganha força sobre a Região Sudeste e o tempo volta a secar no Noroeste Mineiro, no Vale do Rio Doce e no Vale do Jequitinhonha. O risco de pancadas de chuva diminui em Belo Horizonte no próximo fim de semana, mas não pode ser completamente descartado.

 

São Paulo acumula mais de 80% da média de chuva

Fevereiro já deu muitos alagamentos e enchentes na cidade de São Paulo por causa da chuvarada. Mas nem sempre a chuva volumosa caiu sobre a sobre a zona norte da cidade de São Paulo. Por isso, a chuva acumulada na estação meteorológica do Mirante de Santana não reflete os temporais que caíram sobre a capital paulista este mês. Somente entre no sábado, 16 de fevereiro, bairros das zonas leste, sul e oeste da cidade acumularam mais de 100 mm e o Mirante de Santana registrou aproximadamente 44 mm.

Pela medição do INMET, em 19 dias, choveu 203,6 mm no Mirante de Santana, na zona norte da São Paulo, quantidade que está apenas 17% abaixo da média para fevereiro que é de 246 mm.

Todo o estado de São Paulo ainda tem chance de muitas pancadas de chuva até o fim desta semana, em geral à tarde e à noite. Algumas podem ser fortes. Mas até a quinta-feira, 21 de fevereiro, o risco de temporais é alto, inclusive sobre a Grande São Paulo. As condições para chuva diminuem a partir da sexta-feira, 22, quando  o sistema de Alta Pressão Subtropical do Atlântico Sul (ASAS) ganha força sobre a Região Sudeste. A atuação da ASAS reduz a nebulosidade, a umidade no ar e as condições para chuva.

 

Rio de Janeiro acumula 4 vezes mais chuva do que o normal 

O mês de fevereiro ainda não terminou e o Rio de Janeiro acumulou de 2 a 4 vezes mais chuva do que o normal para este mês. Este foi o resultado das várias tempestades que caíram sobre a cidade.

O levantamento histórico do Alerta Rio – Prefeitura do Rio de Janeiro mostrou que a média de chuva histórica para o Rio de Janeiro em fevereiro, considerando o período de 1997 a 2018 foi de 101,4 mm.

Até o fim da noite do dia 19 de fevereiro, a maioria dos bairros do RIo de Janeiro já tinha recebido ao menos o dobro da média.

Confira os maiores acumulados até o dia 19, conforme o Alerta Rio- Prefeitura do Rio de Janeiro

 

O estado do Rio de Janeiro ainda poderá ter chuva forte nas próximas 48 horas. As condições para chuva diminuem a partir da sexta-feira, 22.

 

Massa de nuvens sobre  o Rio de Janeiro fotografada de um avião que decolava da cidade em 6/2/19. Saiba mais sobre este temporal.

 

Fotos: esbrasil.com.br; otempo.com.br; rapidonoar.com.br; obiviousmag.com.br; ultimosegundo.ig.com.br; metrojornal.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *