A aposta da Brambilla na ASP de Crotone: «Saúde normal para a população de Crotone»

«Saúde normal». O objectivo pode parecer simples ou banal, mas tendo em conta a “situação complicada” em que se encontra a saúde pública não só na zona de Crotone mas em toda a Calábria, até o adjectivo “normal” assume o sabor de um desafio. Uma aposta que Antonio Brambillacomissário da autoridade provincial de saúde de Crotone, quer jogar até o fim.
Sessenta e nove anos, lombardo de Cologno Monzese, médico com especialização em Hematologia, mas há quase 20 anos gestor da saúde pública da Emilia Romagna considerada uma das regiões que primam pela qualidade dos serviços de saúde oferecidos, Dr. Brambilla acolheu com satisfação o apelo do Presidente da Região há pouco mais de quatro meses Roberto Occhiuto, que o enviou para as margens do Mar Jônico. Com o governador cujo empenho aprecia, partilha a filosofia que o anima: «Queremos apenas normalizar a situação no que diz respeito à oferta de serviços e à organização da saúde pública na zona», repete o gestor Lombard sentado no seu gabinete no terceiro andar do centro empresarial “Il Granaio” que abriga a sede da Pitagórica Asp.

Felipe Costa