A região da Calábria aposta no emprego feminino e no turismo com dois concursos de 6 milhões de euros cada

“Hoje ilustramos o Fundo Empresarial Femininoo edital, atualmente em publicação, para apoio aoinício de novas iniciativas empreendedoras de mulheres e relançamos a convocatória Kaire Calabria, dedicada aos trabalhadores do setor do turismo. A nossa esperança é criar empregos na nossa Região. Reitero o trabalho sério, regular, remunerado e de qualidade. Estas são outras duas peças importantes que fazem parte do ambicioso Plano de Emprego no qual estamos investindo fortemente e ao mesmo tempo estamos utilizando recursos para formação profissional de fundamental importância para termos trabalhadores competentes. Continuamos a investir em trabalhos que representam o problema mais importante que temos na Calábria e no Centro-Sul e fazemo-lo dedicando recursos importantes ao sector do turismo e ao emprego feminino. Queremos criar, com a colaboração das associações comerciais, das empresas e dos sindicatos, as condições para criar empregos estáveis ​​e dar aos calabreses a oportunidade de trabalhar na Calábria”.

Ele disse issoconselheiro regional para o trabalho e formação profissional, Giovanni Calabreseapresentando o encontro com a imprensa, que aconteceu hoje na Cidadela regional de Catanzaro, e que também contou com a presença do presidente da Unindustria Calabria, Aldo Ferrara, do presidente da Federalberghi, Fabrizio D’Agostino, e do gerente geral do departamento regional do trabalho, Fortunato Varone.

O gerente geral Varone concentrou-se nos aspectos técnicos das duas propostas.

“O Fundo Empresarial da Mulher – especificou – diz respeito à concessão de empréstimos a taxas bonificadas e contribuições não reembolsáveis, para atividades a desenvolver no território da região da Calábria, destinadas a mulheres desempregadas, desempregados, pessoas com deficiência e em risco de discriminação, trabalhadores que beneficiem de redes de segurança social, que já tenham seguido e concluído as fases A e B do “caminho de apoio e autoempreendedorismo da Yes I Startup Calabria Donne”, ou que já tenham estabelecido um novo negócio com um predominantemente composição e gestão feminina há menos de 12 meses. A dotação financeira inicial é de 6 milhões de euros, a concessão do financiamento global é no máximo de 62.500 euros”.

“O Aviso Kaire Calabria – acrescentou Varone – prevê medidas destinadas a melhorar o acesso ao mercado de trabalho e promover o acesso ao emprego dos desempregados, com uma dotação financeira disponível, na data de abertura do segundo balcão, igual a 6.525.847 euros. Os incentivos à contratação de trabalhadores desfavorecidos, desempregados muito desfavorecidos e trabalhadores com deficiência são concedidos às empresas que operam no setor do turismo. O objeto da concessão do incentivo ao emprego serão os contratos de trabalho estipulados tanto a termo certo, com duração não inferior a 3 meses, como por tempo indeterminado”.

O Presidente Ferrara sublinhou a importância de apoiar o turismo e a contratação de mulheres. “Penso que o do turismo é particularmente importante – afirmou – porque responde a uma necessidade de emprego por parte da nossa região, tanto para contratos a termo como, sobretudo, para contratos permanentes. Fazer isto no sector do turismo, que é um sector vocacional, estratégico, que é um cartão de visita da Calábria, é uma mais-valia. A medição do trabalho independente e do empreendedorismo feminino é também muito importante, também porque é necessário reduzir não só as disparidades territoriais, mas também as disparidades de género. Faremos a nossa parte até ao fim para que estes concursos alcancem os resultados que merecem.”

“Estas duas actividades – sublinhou finalmente D’Agostino – dão-nos a possibilidade de planear o mundo do turismo na Calábria que para nós é um segmento muito importante que, juntamente com a comida e o vinho e o sistema de construção, poderá dar um forte impulsionar a economia regional”.

Os editais podem ser consultados no seguinte link

Felipe Costa