A Região da Calábria promove a campanha pela utilização do número 1522 por mulheres vítimas de violência

A Região da Calábria, por iniciativa do Comité Único de Garantia, promove a campanha da Presidência do Conselho de Ministros – Departamento para a Igualdade de Oportunidades pela utilização, pelas mulheres vítimas de violência, do serviço público número 1522.

Em linha com as orientações gerais do Departamento de Função Pública e do Departamento para a Igualdade de Oportunidades, bem como em colaboração com a Rede Nacional CUG, a Administração Regional publicou na página inicial do portal institucional o número gratuito 1522 , ativo 24 horas por dia, todos os dias do ano, acessível gratuitamente em todo o território nacional, tanto a partir de telefones fixos como móveis.

A campanha de sensibilização pretende divulgar os números e ferramentas contra a violência contra as mulheres e representa também uma oportunidade para “demonstrar solidariedade e apoio das instituições às mulheres vítimas de violência que não devem sentir-se sozinhas ou com medo”, destacando assim a possibilidade de pedir ajuda e receber informações com segurança.

“Esta iniciativa – afirma o conselheiro regional de organização e recursos humanos, Filippo Pietropaolo – visa reconhecer e destacar relatos de violência contra as mulheres e representa uma ferramenta para implementar políticas de género relativas aos direitos das pessoas, igualdade de oportunidades, reconhecimento, prevenção e combate a todas as formas de discriminação, assédio e violência, mesmo no que se refere ao bem-estar organizacional e a protecção da saúde e da segurança dos trabalhadores no local de trabalho”.

“Também como conselheiro para políticas de pessoal – especifica Pietropaolo – pretendia adotar a proposta formulada pelo Comitê Único de Garantia da Região da Calábria, a fim de implementar ações positivas e compartilhadas, destinadas a criar uma maior cultura de “respeito” pelo tipo” .

Felipe Costa