Cateno De Luca recebe a confiança de quase todos os vereadores dos “seus” grupos e anuncia entrevista coletiva ao sair do hospital

Na sequência dos ataques vindos dos expoentes dos outros partidos e da sua “reprimenda” contra os vereadores e os homens de maior confiança – pelo menos no papel – surge o posição assumida por vários vereadores, que estão do lado de De Luca. Ele não está entre os 13 assinados Rosária Di Ciuccio, que neste momento parece destinado a seguir o deputado regional Alessandro De Leo, saindo do movimento Sul Chama Norte. E entretanto Cateno De Luca anuncia uma conferência de imprensa para amanhã à tarde, às 16h00, depois de se ter demitido da Policlínica, onde está internado por pneumonia aguda desde 29 de abril.

Mas voltemos à carta dos vereadores, pertencentes aos grupos camarários de “Sul chama Norte”, “Basile Mayor de Messina” e “Com De Luca para Basile Mayor”que “neste momento particular, manifestam a sua proximidade ao Exmo. Cateno De Luca pela rápida recuperação e grande apreço e partilha, pelo seu constante empenho na afirmação dos valores da nossa família política e na concretização de todos os objectivos pelos quais os nossos eleitores demonstraram a sua confiança em nós, na convicção de que todos devemos ter um papel activo nesta fase crucial da campanha eleitoral. Nos reconhecemos no programa político-administrativo do prefeito Federico Basile e estamos empenhados em dar um “equipamento extra!” com base na metodologia que o prefeito De Luca introduziu no Palazzo Zanca em 2018, e para conscientizar cada vez mais os cidadãos sobre as muitas coisas que fizemos e que pretendemos continuar a fazer para garantir à cidade de Messina níveis cada vez mais elevados de serviços urbanos. Todos estamos conscientes da importância de um maior empenho tendo em vista as próximas eleições europeias e o momento atual exige um esforço coletivo e coordenado para garantir uma representação eficaz e significativa no Parlamento Europeu. É fundamental estarmos unidos, mobilizando todos os recursos disponíveis para promover os valores e objetivos da nossa família políticamobilizando apoiantes e envolvendo ativamente a comunidade, como sabemos, para garantir um resultado positivo que reflita o nosso compromisso e prioridades.”

“Precisamente por esta razão, com espírito unido, reiterando o papel crucial do Honorável De Luca, que com a sua liderança representa o catalisador da mudança positiva que queremos ver na Europa, por ocasião das próximas eleições para a renovação do Parlamento Europeu, agendada para 8 e 9 de Junho, esforçar-nos-emos por obter um resultado significativo que, com a eleição dos nossos representantes no Parlamento Europeu, possa garantir o esperado sucesso político e poder enfrentar com muito maior força as subsequentes competições eleitorais em que teremos de nos envolver para permitir que a nossa Sicília tenha finalmente um presidente que saiba liderá-la de forma competente e autoritária. Estamos firmemente convencidos de que a competição eleitoral de 8 e 9 de Junho representa um momento fundamental. e um sinal de apreço pelo trabalho de todos nós. Estamos, portanto, empenhados em apoiar o projecto Liberdade com a mesma determinação e empenho que teríamos se todos fôssemos candidatos.»

Sou eu quem assina a nota Giuseppe Busà, Salvatore Caruso, Francesco Cipolla, Nicoletta D'Angelo, Antonia Feminò, Serena Giannetto, Margherita Milazzo, Raimondo Mortelliti, Salvatore Papa, Sebastiano Pergolizzi, Raffaele Rinaldo, Giuseppe Schepis, Giuseppe Trischitta.

“A reunião foi convocada para hoje para discutir a expulsão da vereadora Sara Di Ciuccio do grupo do conselho Basile Sindacou. A decisão tornou-se necessária após a recusa do vereador Di Ciuccio sem qualquer motivo em assinar o documento unitário divulgado ontem após amplo debate com todos os vereadores dos grupos vereadores do prefeito Federico Basile e Sul chama Norte. Este comportamento confirmou os rumores que já circulavam há algum tempo, nomeadamente o envolvimento do Conselheiro Di Ciuccio na campanha eleitoral da Forza Italia. Está claro agora que todas as peças do quebra-cabeça se encaixam perfeitamente, completando o quadro. Não há mais espaço para dúvidas ou desculpas, nem mesmo em relação à votação na Câmara Municipal sobre a questão de Maurizio Croce quando o vereador Di Ciuccio assumiu uma posição não alinhada com o resto do grupo.

Vale ressaltar que o vereador Di Ciuccio ela nem teve coragem de enfrentar nosso líder, Cateno De Luca, que a convidou expressamente para visitá-lo no hospital onde ainda está internado para um confronto. Além disso, durante a reunião, a vereadora Di Ciuccio não manifestou qualquer oposição ao documento nem falou sobre os temas discutidos pelos demais vereadores. O seu único gesto foi a recusa em assinar o documento, já assinado pelos outros 13 vereadores, confirmando assim a sua vontade de se dissociar do grupo de qualquer forma. Uma postura que só poderia ter um epílogo para nós. Resta lamentar que esperássemos maior lealdade da vereadora Sara Di Ciuccio”, afirma o vereador e líder do grupo municipal “Basile Sindaco”, Francisco Cipolla.

Felipe Costa