Messina, última etapa das obras do gasoduto Fiumefreddo: concluídas as intervenções previstas no calendário

O quinto e último sacrifício. Esta manhã, respeitando o calendário estabelecido, começaram os três dias de incómodos para a separação de águas prevista, úteis para a conclusão das obras do aqueduto de Fiumefreddo e para a mitigação de uma vulnerabilidade que Messina pagou caro há nove anos. A interrupção da distribuição ocorreu por volta das 7 da manhã, enquanto as obras propriamente ditas começaram por volta das 9h com o corte da tubulação nos dois pontos-chave – Sant'Alessio e Alì – onde se prevê a substituição e instalação de juntas dielétricas. Também estão em andamento obras em cinco pontos do gasoduto: em Letojanni, Santa Teresa e Itala para substituição de drenos e respiradouros do gasoduto.

A intervenção em si durará no máximo 24 horas, mas teremos que esperar até domingo para que o abastecimento de água seja retomado em plena capacidade na cidade, segundo um programa que o povo de Messina aprendeu a conhecer. Entretanto, deve ser limitado o território da intervenção, que fica entre Mortelle e Contesse, para que o resto do território não tenha qualquer tipo de repercussão. Depois, o restabelecimento do abastecimento ou em qualquer caso as primeiras “torneiras” a abrir serão as da zona sul, provavelmente já na próxima noite..

Durante o dia de amanhã será primeiro a curva da zona até à Viale Europa (sempre a partir do sul), depois à tarde ou à noite será a vez do centro da cidade até à Piazza Castronovo (excluindo no entanto Giostra e o toda a parte a montante). Por fim, a zona norte, que terá água a partir da manhã de domingo, mas só estará totalmente operacional na segunda-feira.

Também está previsto para esta parada um sistema de atendimento à população, com postos itinerantes e fixos em quatro pontos da cidade: Annunziata; via cruzamento Girolamo Savonarola Via Onofrio Gabriele (perto da Piazza Castronovo); Sede da Amam na Viale Giostra – Retirada; viale Europa, perto do Hospital Piemonte; via Príncipe Umberto, próximo ao Serbatoio Torre Vittoria (cruzamento com a via Michele Amari). Ativo já esta manhã, às 8h, o COC estará operacional até à meia-noite e novamente a partir de amanhã, às 7h30. O único número de contato para reservar suprimentos com caminhões-tanque móveis é 09022866. Esta manhã houve cerca de quinze pedidos de intervençãoespecialmente de atividades comerciais como restaurantes ou cabeleireiros que dispõem de pequenos tanques.

«Essas intervenções dirão respeito à substituição das conexões de Letojanni a Itala, e além daquelas visadas no projeto de vulnerabilidade Fiumefreddo, lembro – sublinhou o prefeito Basile na conferência de imprensa da última terça-feira – uma série de atividades importantes no setor em relação ao obras iniciadas por Gazzi all'Annunziata”.

As intervenções previstas no calendário foram concluídas

O abastecimento será restabelecido a partir de amanhã, pela manhã de Giampilieri para Viale Europa, no final da manhã de Viale Europa para Piazza Castronovo, à tarde na Viale Italia, na Viale Regina Elena, em Gravitelli e na Tommaso Cannizzaro, no final tarde da Piazza Castronovo à Torre Faro e amanhã à noite nas aldeias. Para continuar a garantir o máximo apoio, o Centro de Operações Municipais (COC) mantém-se activo, acessível através do telefone 090 22866, das 07h30 até às 24h00 de amanhã.

O Município de Messina e a AMAM SpA agradecem aos cidadãos pela paciência e colaboração demonstradas durante esta quinta e última etapa do projeto de interrupção planeada da água.

Felipe Costa