Villa, banda ultralarga operando na área industrial e em Piale. O instituto náutico “Fermi” também é coberto por fibra óptica

Entrou em funcionamento a nova rede pública de telecomunicações de banda ultra larga criada no âmbito do Plano BUL (Ultra Banda Larga). A infraestrutura de última geração oferece cobertura 280 unidades imobiliáriasatravés da modalidade FTTH (Fiber-to-the-home, ou seja, fibra óptica estendida até o interior dos edifícios) é a única capaz de fornecer velocidades de conexão de até 10 Gigabits por segundo.

O PROJETO VILLA SAN GIOVANNI

As áreas municipais afectadas pela intervenção são concretamente a vila de Piale e aárea industrial Corp. A rede de telecomunicações estende-se por cerca de 6 quilómetros e, entre outros edifícios, atinge nomeadamente oInstituto Náutico “Fermi” que poderá, portanto, usufruir de todos os serviços de alta tecnologia que antes eram impossíveis de implementar. O valor total do projeto ronda os 300 mil euros.

O PLANO BUL

O trabalho foi conduzido por Fibra Aberta, uma sociedade anônima chamada a criar a infraestrutura que permita aos cidadãos e às empresas acessar a Internet com desempenho eficaz e de ponta. Os recursos atribuídos não oneram o orçamento do Município: a infra-estrutura é, de facto, financiada com fundos regionais e estaduais e permanecerá propriedade pública. As atividades são coordenadas por Infratel Itáliauma empresa “in house” do Ministério do Desenvolvimento Económico, com a supervisão cuidadosa de Região da Calábria.

AS VANTAGENS DA NOVA REDE ULTRABROADBAND

«Graças à rede FTTH e ao projecto de cablagem Open Fiber, a zona industrial de Villa e a aldeia de Piale – zonas até agora à margem do processo de digitalização – estão equipadas com uma rede banda ultralarga capaz de fornecer volumes cada vez maiores de tráfego de dados. Isto permite assim que os cidadãos, operadores económicos e entidades presentes naquelas zonas possam finalmente competir em pé de igualdade com outros territórios mais interessados ​​em investimentos tecnológicos no passado”, explica Giuseppe Crupi, field manager da empresa liderada pelo CEO Giuseppe Gola

PARA QUEM É A FIBRA ABERTA?

Uma rede de banda ultralarga de capacidade muito elevada (Very High Capacity Network) permite disponibilizar serviços que agora se tornaram indispensáveis, como o trabalho inteligente, a telemedicina ou o ensino à distância. Cidadãos e empresas da área industrial e Piale já podem utilizar a nova rede através de operadoras parceiras Open Fiber. Na verdade, a empresa cria a infraestrutura, mas não se dirige diretamente aos usuários: é preciso primeiro verificar no site openfiber.it cobertura da sua morada, escolha o tarifário preferido entre as diversas ofertas e contacte um dos operadores disponíveis para depois iniciar a navegação em alta velocidade.

Felipe Costa