A façanha de Catanzaro em Parma. Giallorossi cínico e implacável no “Tardini”

Parma-Catánzaro 0-2

Marcadores:11' ponto Biasci, 39' Antonini

Parma (4-2-3-1) Chicizola 6; Delprato 6,5, Circati 5,5, Valenti 6 (27'st Ansaldi 5,5), Di Chiara 6; Hernani 6 (16' Sohm 6,5), Estevez 6; Homem 5 (27' Camara 6), Bernabé 6,5, Benedyczak 5 (16' Partipilo 6); Bonny 5 (1º Charpentier 5.5). Todos. Pecchia 6

Catanzaro (4-4-2) Fulignati 7,5; Situm 7,5, Scognamillo 7,5, Antonini 7,5, Veroli 7,5; Sounas 6,5 (26' st Oliveri 6), Petriccione 6,5 (17' st Pontisso 6,5), Verna 7, Vandeputte 7 (42' st Pompetti sv); Iemmello 6 (17' Ambrosino 6), Biasci 7,5 (42' Stoppa sv). Todos. Vivarini 7.5

Juiz: Barões de Florença 6

Observação: 14.462 espectadores dos quais 1.915 convidados, receitas de aproximadamente 140.332 euros. Sem avisos. Cantos 8-5. Recomendação 2'; 5'.

O que fazemos na segunda-feira de Páscoa? Geralmente é divertido, mas se você conseguir viver uma tarde inesquecível como a do Catanzaro em Parma é ainda melhor. Experimente perguntar aos 1.915 torcedores dos Eagles daqui a pouco como eles passaram a segunda-feira de Páscoa de 2024: eles nunca esquecerão. Vivarini alcançou o maior feito da temporada ao arrasar o estádio dos líderes do campeonato, que nunca haviam perdido em casa neste campeonato (e onde estavam invictos há mais de um ano).

Os Emilianos são o time mais forte do torneio e vão para a Série A, mas enfrentaram um grupo em um grande dia: lindos gols de Biasci e Antonini no primeiro tempo, a atuação de todos foi magnífica, a preparação para a partida foi magistral. A pior derrota veio no jogo de ida contra este adversário, lição bem aprendida. Foi devolvido com juros e depois do Marassi e do “Barbera”, o “Tardini” também caiu.

Felipe Costa