Agorà Deliese, Falcomatà nasce em Delianuova: “Boas notícias, sinal de uma área de iniciativas vital e socialmente rica”


O prefeito metropolitano, Giuseppe Falcomatà, participou da apresentação da associação Agorà Deliese, presidida por Giovanni Palumbo. No salão da escola de música “Spadaro” da localidade de Pianigiano, o autarca participou num debate público juntamente com Maria Rosa Condina, Nicola Condoluci e Tina Frisina, membros da nova associação que ilustraram os propósitos e objectivos da associação e um aplicativo inovador pensado para oferecer oportunidades e desenvolvimento do território.

«Foi uma iniciativa maravilhosa», disse Giuseppe Falcomatà, reconhecendo «a importância de uma oportunidade útil para abordar a questão da conclusão da estrada que liga o entroncamento da auto-estrada de Gioia Tauro à aldeia de Delianuova, uma obra da Cidade Metropolitana de 2006 que teve várias vicissitudes e que, agora 94% concluída, terá também de passar pela rescisão lesiva do contrato com a empresa adjudicatária”. «Assim – explicou o autarca – avançaremos com um novo concurso para o qual foi solicitado à Região da Calábria um financiamento de 4,5 milhões de euros da prioridade três durante dois anos. Estamos convencidos de que, também graças à presença da nova associação, que naturalmente permite uma maior consciência da dinâmica do território, e, naturalmente, em conjunto com a administração municipal de Delianuova, poderemos trabalhar em sinergia para que este trabalho importante pode finalmente ver a luz”.

«O nascimento de Agorà Deliese – continuou Falcomatà – é uma boa notícia porque permite ao território evitar o isolamento social, cultural e político. A sua presença, de facto, permite-nos alargar a discussão sobre questões de natureza nacional que, no entanto, têm efeitos em territórios e comunidades mais pequenas. Estou pensando, por exemplo, em autonomia diferenciada”.

Para o presidente da Agorà Deliese, Giovanni Palumbo, a intervenção do autarca metropolitano no baptismo da nova associação «foi fundamental e preciosa porque esclareceu alguns pontos de interesse colectivo, a começar pela estrada de ligação que, uma vez concluída, traria enormes vantagens em termos de tempo e segurança.”

«A nossa associação – concluiu – quer aproximar as pessoas do debate público, quer criar unidade e participação com o único objetivo de dar mais serviços e mais informação aos cidadãos. Pequenas empresas como a Delianuova precisam desesperadamente de ser consoladas e ajudadas. Queremos dar voz a um povo que quer ser ouvido mesmo fora das fronteiras deste esplêndido país”.

Felipe Costa