Biblioteca Cívica de Cosenza, Orrico (M5S): “Não deixe um baú de tesouro vazio, Sangiuliano questionou novamente”

“Perguntei, através de um Período de Perguntas na Comissão dirigido ao Ministro Sangiuliano, em que fase se encontrava o processo de recolocação da Biblioteca Cívica de Cosenza sob o controle do Ministério da Cultura, conforme solicitado pelo presidente do Conselho de Administração do Instituto D'Elia, tendo em conta a grave crise económica e de planeamento em que se encontra”.

A afirmação foi do deputado do Movimento 5 Estrelas Ana Laura Orrico.

“Infelizmente – diz Orrico -, as respostas do Governo, além de recordar circunstâncias conhecidas, entre outras coisas falava-se de uma série de intervenções das quais eu próprio fui o promotor como Subsecretário do Património Cultural, revelaram-se genéricas e, em minha opinião, insuficiente. Certamente nem incisivo nem decisivo.

No entanto – continua o expoente cinco estrelas – a Civica continua a sofrer e sem o apoio das principais instituições, começando pelo dicastério da Via del Collegio Romano e terminando na Região da Calábria e na Província de Cosenza, torna-se realmente complicado encontrar uma saída para a crise da instituição cultural.

Quem, no entanto, nunca deixou de apoiar a Biblioteca é a associação Civica Amica, a quem, como referi na Comissão de Cultura, aplaudo e agradeço, pois continua a angariar fundos e a manter elevada a atenção sobre o assunto.

Corremos o risco – conclui Anna Laura Orrico – de que um ponto de referência cultural histórico para o Sul, cuja sede também será objecto de importantes intervenções de recuperação resultantes do CEI Cosenza, continue a ser um baú vazio e não utilizável pelos cidadãos”.

Felipe Costa