Calábria, grupo Pd questiona Occhiuto sobre o estado da arte para implementação de projetos de telemedicina em áreas internas (SNAI)

“A implementação de intervenções de telemedicina, especialmente através de projetos focados nas áreas de implementação da Estratégia Nacional para Áreas Internas (SNAI), especialmente na Calábria, representa um passo em frente na prestação de serviços de saúde remotos em regiões caracterizadas por questões críticas específicas no sistema. Nestes territórios, o acesso aos serviços de saúde tradicionais pode muitas vezes ser limitado devido à distância, ao isolamento geográfico ou às dificuldades de mobilidade. Queremos recordar isto desde já, perguntar ao presidente do conselho regional qual o estado da arte dos trabalhos que visam a realização das intervenções nas áreas identificadas”. É o que diz o conselheiro regional do Partido Democrata Amália Bruni, vice-presidente da comissão “Saúde” do Conselho Regional.

“Apresentamos, em conjunto com colegas do grupo do conselho, uma pergunta com pedido de resposta por escrito para saber quais iniciativas o presidente Occhiuto pretende tomar para conseguir a implementação de intervenções de acesso aos serviços de Telemedicina nos Municípios das áreas afetadas e para aqueles que o permitem. desde já, lembrando que o compromisso presumido de despesa, conforme previsto nas respectivas fichas de intervenção, é superior a 2.000.000,00 euros provenientes dos fundos assegurados pelas Leis do Orçamento do Estado e dos fundos provenientes do co-financiamento regional através do FSC alocações”.

Todas as intervenções já deverão estar concluídas na Área Grecanica e na Área Reventino-Savuto até 2023 e que conforme previsto na área de Pré-Sila e Sila Cosenza e Crotone, as intervenções devem ser concluídas até o corrente ano de 2024: nenhum dos procedimentos para as atividades de implementação foi iniciado conforme previsto no cronograma”, explica novamente o vice-presidente da comissão “Saúde” do Conselho Regional.

“Aguardamos, portanto, esclarecimentos sobre o assunto – conclui o vereador Bruni -. Gostaria apenas de lembrar ao Presidente Occhiuto que a implementação destas intervenções, além de determinar um aumento significativo dos níveis de assistência nas áreas internas, em casos de emergência/urgência, contribui para um avanço significativo das despesas, atualmente irrelevantes , para a implementação do SNAI na nossa Região”.

Felipe Costa