O mundo do futebol se despede de Claudio Tobia: ele trouxe Reggina para a Série C1 e Catanzaro para a Série B

Luto no mundo do futebol pela morte do treinador Cláudio Tobia, que morreu em Terni durante a noite, aos 80 anos. Nascido em Pescara em 1943, Tobia cresceu no futebol no clube de Abruzzo, onde estreou na Série C na temporada 1962-63. Como jogador vestiu as camisas do Chieti, Nocerina, L’Aquila, Nardò e Palmese. Terminada a carreira competitiva, em 1974 Tobia iniciou a carreira como treinador, liderando Frattese, Nola, Casertana, Pescara e Nocerina. Em 1981-82 foi chamada para Avellino como segunda titular de Luis Vinicio. Aqui Tobia teve a oportunidade de se estrear na Série A, onde conseguiu arrecadar 9 bancos. O 3-0 que os Irpinians infligiram ao Nápoles no primeiro jogo de Tobia no comando da equipa foi memorável. Em 1983-84 ele foi promovido à Série C1 com Regginaentão foi em Barletta, então na temporada 1986-87 levou Catanzaro à Série B. Após uma breve passagem pela Salernitana, em 1988 foi convocado pelo Ternana, onde conseguiu a promoção à Série C1 na primeira tentativa. É sobretudo o clube vermelho-verde que liga muitos dos parênteses subsequentes. Na verdade, com o Ternana fez 124 jogos na Série B, Série C1, Série C2 e Série D, tornando-se o segundo treinador com mais jogos na história do clube da Úmbria. Aqui os fãs o apelidam carinhosamente de “o javali”. Tendo se mudado definitivamente para Terni com sua família, na década de 2000 treinou principalmente times amadores da Úmbria, exceto por um breve período em Alghero na temporada 2005-06.

As condolências de Us Catanzaro

O US Catanzaro expressa profundas condolências pela morte de Claudio Tobia, treinador que levou as águias à Série B na temporada 1986/87. A empresa, liderada pelo presidente Floriano Notojunta-se à dor da sua família, amigos e de todos aqueles que tiveram o privilégio de o conhecer e trabalhar com ele.

Felipe Costa