Recolha de resíduos em Reggio, Município garante: “Sim à cláusula social”

O encontro entre o prefeito Giuseppe Falcomatà e os representantes das forças sindicais dos trabalhadores do serviço de coleta de lixo de Reggio Calabria foi realizado no Palazzo San Giorgio. Estiveram presentes na reunião, solicitada pelas forças sindicais FP Cgil, Fit Cisl, Uil Trasporti e Fiadel, o Vice-Prefeito responsável pelo Meio Ambiente Paolo Brunetti, a Secretária Geral Antonia Criaco, o Gerente Setorial Domenico Richichi e o dirigente Paolo Spanò .

A reunião permitiu aprofundar a delicada fase de transição que o serviço enfrenta nos últimos dias com a passagem do anterior gestor para a nova empresa designada. Concretamente, os representantes das forças sindicais pediram que se preste atenção à manutenção dos níveis de emprego, na transição entre as duas empresas, à organização do serviço e às condições de segurança dos trabalhadores.

Por sua vez, a administração municipal, através do prefeito Giuseppe Falcomatà e do vice-prefeito Paolo Brunetti, tranquilizou os sindicatos sobre a aplicação da chamada cláusula social, para a transferência de empregados entre as duas empresas sem perda de emprego. O Município garantirá que a transição seja concluída nos prazos previstos, segundo métodos que preservem os direitos dos trabalhadores, e ao mesmo tempo garanta a plena continuidade e eficácia na gestão do serviço de higiene urbana e recolha de resíduos.

Entre as situações abordadas pela tabela estão a organização da base operacional da nova empresa, a criação dos balneários, a organização do trabalho e dos turnos, a utilização dos meios e equipamentos necessários à realização do serviço. Temas que serão discutidos numa futura reunião, a convocar em breve, na presença de representantes da nova empresa que se prepara, dentro de algumas semanas, para se apropriar do serviço de higiene urbana da cidade de Reggio Calabria.

“Nos consideramos satisfeitos com esta comparação – afirmou o prefeito Falcomatà à margem da reunião – com as forças sindicais estamos remando juntos na mesma direção, para a proteção dos níveis de emprego, para um trabalho seguro e de qualidade, que são pré-requisitos essenciais pela execução do serviço de forma completa e eficiente. Todos temos no coração, inclusive a empresa, o objetivo de servir a cidade e a comunidade de Reggio da melhor forma possível.”

“Nos últimos anos sempre trabalhamos em sinergia com os sindicatos do setor, com respeito mútuo pelos papéis, superando também muitas situações difíceis e momentos de crise. Lembro-me como se fosse ontem do ponto de onde partimos, com situações de crise , e as várias etapas do percurso, com muitas dificuldades, mudanças de gestão e competências, até momentos complicados. Todas as situações, deixadas para trás graças ao sentido de responsabilidade dos trabalhadores e da administração, que mostram como juntos sempre conseguimos consegui superar até os momentos mais difíceis.”

“Abre-se agora uma nova fase, certamente delicada, mas que deve ser encarada com o mesmo sentido de responsabilidade e confiança mútua que sempre caracterizou a relação entre a administração, os trabalhadores e as forças sindicais. do serviço de higiene urbana. É claro que há questões que devem ser abordadas em conjunto com a empresa e nesse sentido acredito que é fundamental uma discussão com as forças sindicais, para que a transição seja abordada da melhor forma e possa ser iniciada esta nova fase com o pé direito.”

O vice-prefeito responsável pelo Meio Ambiente, Paolo Brunetti, também ficou satisfeito. “Houve alguns mal-entendidos – afirmou – mas os valores e a responsabilidade que sempre caracterizaram o nosso percurso ajudaram-nos a superá-los. Nos próximos dias conheceremos a empresa, com a qual o Setor já iniciou um intenso dialogar durante algum tempo, e regularemos as diversas etapas a enfrentar, atualizando constantemente, com a máxima transparência, as forças sindicais, às quais pedimos que nos apoiem nesta delicada fase de transição. Estou convencido de que existem todas as condições necessárias permitir que os operadores realizem o seu trabalho com total harmonia e segurança, tal como tem acontecido nos últimos anos. Neste ponto de vista, a Administração estará presente, trabalhando com a máxima atenção para o bem da cidade e dos próprios operadores “.

Felipe Costa