Uma verdadeira festa do tênis foi celebrada em Rende por ocasião da chegada da Copa Davis

Uma festa. O festival de tênis aconteceu ontem no Chiappetta Sport Village, em Rende. Atletas, bolas, raquetes, fatos de treino, sorrisos, fotografias. Uma, dez, vinte, cinquenta, cem fotos daquela xícara que está exposta no jardim de um elegante e acolhedor centro desportivo; chegou na hora certa Copa Davis às 11h00 de uma manhã quente de primavera. A Taça Davis (pela primeira vez na Calábria e em Rende), precisamente isso, a taça conquistada por Sinner e os seus companheiros em Málaga, a taça que, no jogo de ténis, equivale a um verdadeiro campeonato mundial onde o jogador não joga só para si mesmo, mas joga pela sua seleção, pela sua seleção. Uma linda mensagem que os jovens atletas de Chiappetta receberam através das histórias de professores e pais apaixonados pelo tênis. São os anos, as vitórias das diversas seleções e a história em torno da saladeira mais bonita do mundo. E depois de cada foto… leve a história, uma lembrança de uma final e da grande emoção que aquela taça proporcionou. E os olhos de todos brilham. Porque diante daquela copa você sonha e Joe Lappano, Conselheiro Nacional da Fitp e Presidente da Fitp Calabria e Paolo Lorenzi, ex-tenista (número 1 da Itália em 2016 e número 33 do mundo em 2017) e agora diretor da Internazionali d 'A Itália sabe disso bem, Bnl. E é o próprio Paolo Lorenzi quem elogia “a beleza deste clube e o acolhimento fantástico. É um grande momento, a oportunidade de trazer a Copa Davis pela Itália aquece a alma de quem sempre acreditou no tênis e sem dúvida traz entusiasmo aos mais jovens. Aqui em Rende tudo era lindo. Devo dizer que foi um daqueles dias que eu gosto…”. E já é noite. A taça vai embora, mas ficam os olhos daquelas crianças e a grande paixão por um esporte que é só cabeça, pernas e coração.

Felipe Costa