A Rússia bloqueia os sites da Rai, La7, Repubblica e Stampa

Como medida de retaliação contra a decisão semelhante de Bruxelas, a Rússia limitará o acesso no seu território às transmissões de numerosos meios de comunicação dos Estados-Membros da UE. O anúncio foi feito pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia, conforme relatado pela Ria Novosti.

«Em resposta à decisão tomada pelo Conselho da UE em 17 de maio de proibir “qualquer atividade televisiva de três meios de comunicação russos (Ria Novosti, Izvestia e Rossiyskaya Gazeta), que entra em vigor hoje, 25 de junho, estão a ser introduzidas contramedidas que limitam o acesso do território da Federação Russa para os recursos de radiodifusão de vários meios de comunicação dos Estados-Membros da União Europeia e de operadores de comunicação social europeus que difundem sistematicamente informações falsas sobre a condução da operação militar especial”, afirmou o Ministério dos Negócios Estrangeiros em uma afirmação.

A lista de meios de comunicação social, publicada pelo Ministério russo, e para os quais são introduzidas contramedidas para limitar as emissões e o acesso a recursos na Internet a partir do território da Federação Russa, inclui jornais de mais de 20 países da UE, incluindo o Orf austríaco, o húngaro portal 444, os jornais alemães Der Spiegel, Die Zeit e Frankfurter Allgemeine Zeitung, os jornais espanhóis El Mundo, El Pais, a agência Efe, os jornais italianos La Stampa, La Repubblica, Rai, os jornais franceses Le Monde, La Croix e Agence France-Presse, Politico, Euobserver e outros.

Felipe Costa