Reggina se prepara para embrulhar os primeiros presentes. Malara retorna do under, Laaribi chega da Lega Pro

Dada a situação de campo a resolver, para a qual se esperam sinais da Cidade Metropolitana relativamente à gestão do Sant’Agata, o clube continua a trabalhar tendo em vista a próxima época. A sensação é que esta semana poderá passar sem choques oficiaisem todas as frentes, abrindo caminho para a próxima, quando muito do que foi dito poderia ter armadilhas formais.

Partimos da definição do organograma com Giuseppe Praticò que deverá passar de dirigente do clube a gerente geral, cargo deixado pelo proprietário Nino Ballarino. A escolha provavelmente é ditada pelo desejo de ampliar o número de dirigentes que possam ser referência para a equipe até no dia a dia, principalmente após a demissão de Pellegrino.

Assim como esperamos ouvir as primeiras palavras como treinador da Reggina de Rosario Pergolizzi. Eles também chegarão depois de 30 de junho.

Bem como os anúncios oficiais das primeiras novas compras. O clube trabalha silenciosamente com o objetivo de montar um time competitivo e capaz de vencer o campeonato. Pode-se dizer que as negociações para trazer Riccardo Malara de volta ao Reggio Calabria, que será dispensado do Vibonese ao término do contrato, estão praticamente em fase final. Um underclassman nascido em 2005 ficará assim à disposição de Pergolizzi, mas com um campeonato como protagonista da Série D atrás dele.
Também a um passo dos amarantos está Mohamed Laaribi, meio-campista nascido em 1993 que nos últimos anos se manteve estável principalmente na Série C. Dividiu a última temporada entre Potenza e Virtus Francavilla. Dotado de um excelente pé direito, é lembrado por um golaço em cobrança de falta na partida Reggina x Rende que terminou em 0 a 3. Natural de Agadir, o ítalo-marroquino vive na zona jónica de Reggio desde criança. Esteve em campo, entre outras coisas, no histórico jogo Roccella-Reggio Calabria que terminou 3-1 em 2015. Ele foi um dos melhores em campo e, no final da partida, circulou pela web uma postagem no Facebook revelando que quando criança vestiu a camisa de Kallon, centroavante amaranto na primeira temporada da Série A E é provável que tudo tenha influenciado tanto na escolha do clube como na do jogador de futebol. Na verdade, Laaribi está na mira de vários clubes da Série C e especialmente de alto nível da Série D, mas a ideia de vestir a camisa da Reggina parece ter um apelo decididamente superior a todas as outras perspectivas.

Felipe Costa