Cosenza, protestos eclodem dentro do Partido Democrata sobre o Palazzo dell'Edera

O palácio da discórdia. O esqueleto de um edifício inacabado de vários andares fica na entrada do entroncamento da rodovia. Ficou na história político-administrativa da cidade como o “Palazzo Edera” cuja construção, na parte considerada ilegal, foi bloqueada pelo prefeito Giacomo Mancini. O líder socialista ordenou mesmo a demolição dos edifícios não conformes, solicitando e obtendo a ajuda dos engenheiros militares.
Outro dia a Câmara Municipal aprovou um acordo que permitirá completar e reconstruir o edifício, atribuindo os alojamentos que possam ser obtidos a pessoas necessitadas e com dificuldades económicas. O acordo reúne Aterp, Município e Região. A iniciativa, recebida com satisfação pela maioria e com o consentimento silencioso da oposição, não foi apreciada pelo grupo de oposição interna activo no partido democrático. E assim Giacomo Mancini, Sergio De Simone, Alessandro Grandinetti E Saverio Greco eles assinaram um documento duramente contestado.

Felipe Costa