O Estreito de Messina é um centro atraente para viajantes. Encontro entre Basile e Falcomatà VÍDEO

Passe das palavras às ações, tornar a área integrada através do Estreito uma realidade deixando para trás a inércia do passado. Para atingir este ambicioso objetivo, o prefeito de Messina Federico Basile e Reggio Calabria, Giuseppe Falcomatà, reuniu-se hoje no Palazzo Zanca. Captar novos fluxos turísticos, movimentando-os entre as duas cidades do Estreito que têm muito a oferecer em termos de belezas cênicas, culturais e muito mais. Basile e Falcomatà expressaram a necessidade de desenvolver uma forte sinergia entre as duas partes, promovendo ligações eficazes e sustentáveis. Um meio importante de promover a verdadeira integração é o metro marítimo. A reunião contou com a presença do vice-prefeito de Messina Salvatore Mondello, dos vereadores Massimo Finocchiaro e Enzo Caruso, do diretor geral Salvo Puccio e do Chefe de Gabinete da Cidade Metropolitana de Reggio Calabria Francesco Dattola.

Basile: “Um desafio único para Messina e Reggio

“Uma troca mútua e cordial de ideias e opiniões sobre o futuro para a construção de uma visão mais ampla da Área Metropolitana do Estreito, a fim de promover o desenvolvimento partilhado e incentivar a aglomeração das cidades metropolitanas de Messina e Reggio Calabriaatravés do seu respectivo potencial estratégico para um renascimento que pode ser alcançado através da valorização e integração entre as duas margens dos seus respectivos recursos económicos, ambientais e culturais, elementos essenciais para tornar o Estreito um pólo atrativo para os fluxos turísticos”, disse o prefeito Basile.
“Da reunião surgiu o desejo comum de devolver ao Estreito o seu papel histórico como centro de gravidade do Mediterrâneo para uma nova e mais avançada dimensão internacional e, para isso, a ideia – acrescentou Basile – é desenvolver uma comunicação estratégica plano e desenvolvimento para a criação da Zona Turística do Estreito, considerada uma ferramenta de marketing fundamental para promover eventos musicais, culturais, turísticos e desportivos em sinergia para incentivar um processo de mudança quantitativa e qualitativa na Zona do Estreito”.

Falcomatà: “Promover a conurbação das duas cidades metropolitanas”

“Uma troca mútua e cordial de ideias e opiniões sobre o futuro para a construção de uma visão mais ampla da Área Metropolitana do Estreito, a fim de promover o desenvolvimento partilhado e incentivar a conurbação das cidades metropolitanas de Messina e Reggio Calabria, através do seu respectivo potencial estratégico para um renascimento alcançável através da valorização e integração entre as duas margens dos respetivos recursos económicos, ambientais e culturais, elementos essenciais para tornar o Estreito um centro atrativo para os fluxos turísticos”, destacou o prefeito Basile.

O prefeito Falcomatà destacou a importância da relação entre as cidades de Reggio e Messina, caracterizada pela cultura e muitas tradições comuns, “unidas por um trecho de mar muito curto, ambas representam uma única área do Estreito que compartilha planos de território continuidade”, disse Falcomatà.

“O encontro de hoje foi além da simples saudação institucional – acrescentou o prefeito de Reggio Calabria – e serviu para reunir alguns pontos para pensar nas perspectivas de desenvolvimento comum da região do Estreito. alojamento turístico. Naturalmente um dos pólos fundamentais é o da mobilidade e das ligações entre as duas margens do Estreito. Mas, para além das actividades programáticas, considero muito importante sublinhar a mensagem que duas realidades importantes como a nossa transmitem, duas cidades metropolitanas irmãs, com territórios vizinhos unidos pelo mar, que conseguem dialogar identificando traços comuns que dão força a toda a comunidade do Estreito também numa perspectiva nacional”.

Felipe Costa