Roubo e ferimentos em Crotone, duas pessoas acabam na prisão

A Esquadra Voadora do Gabinete Geral de Prevenção e Socorro Público da Sede da Polícia colocou sob custódia da Polícia Judiciária dois cidadãos de origem egípcia, não pertencentes à UE, com idades respectivamente de 19 e 22 anos. responsabilizado por um assalto ocorrido por volta de 1h na capital, na Via Paolo Borsellino.

Um homem de 28 anos, natural de Crotone, que regressava a sua casa, foi agredido por quatro indivíduos que, depois de o atirarem ao chão, de o chutarem repetidamente e de o ameaçarem com uma faca, roubaram também um saco contendo objectos pessoais. como a quantia de 3.500 euros em dinheiro e dois telemóveis.

A vítima ligou para a Sala de Operações da Delegacia de Polícia, fornecendo a descrição dos criminosos, para que os policiais se dispusessem a procurá-los, fazendo buscas criteriosas no município.

Depois de algumas horas, dois dos quatro criminosos foram identificados na Piazza Pitagora, e encontrado em posse de parte dos bens roubados; reconhecidos pela vítima, atendidos no pronto-socorro com prognóstico de 10 dias, ao final da atividade foram colocados sob custódia policial por cumplicidade em roubo e lesões corporais, e associados ao presídio local, à disposição do Ministério Público na Corte de Crotone.

Das investigações realizadas pela Polícia Científica e pelo Gabinete de Imigração, foi constatado que um dos dois egípcios se encontra irregularmente em território nacional, enquanto o outro apresentou o pedido de asilo, e aguarda análise do pedido pelas autoridades competentes. Comissão Territorial.

Felipe Costa